Contos Eróticos

Morena tentação...


Ela é casada, mas paro na dela, toda vez que passa por mim, com aqueles seios duros empinados, convidando minha boca e meus pensamentos, com um bumbum que é patrimônio nacional... Morro de desejos, chego a sonhar a acordado, com aquelas curvas de violão...
Logo no inicio meus olhares a deixavam tímida, pois eu olhava com tanta maldade e desejo, que a menina tinha razão em ficar assustada, eu admirava seus pés, sua boca, sorriso... Enfim tudo naquela mulher me provocava me alterava, me desconcentrava, tentava-me por completo. Meus sonhos eram intensos, meus pensamentos devassos, meus instintos eram avassaladores, porém sua condição limitava-me ao desejo platônico, imagina na sorte do marido, que tinha aquela fonte de pecado somente para ele, eu o invejava... mas uma vez não me contive, e no elevador lasquei um beijo seguido de um abraço bem arrojado, foram segundos, aos quais, pude sentir, o bico de teu seio o calor de teu corpo, o gosto de sangue em minha boca, por causa da mordida que me dera seguido de um tapa desconcertante, soltei-a pedi desculpas em meio a ameças e palavrões, ela se foi e la fiquei sonhando e sentindo uma dor gostosa, afinal aquela morena é pura sedução....





A depiladora

Era um sábado instável, chovia muito abria o sol, acordei sozinha, me virei para um lado, me virei parao outro, me descobri, e nua estava toda meladinha, e uma coisa, me
incomodou, os pelos em minha buceta. Levantei fui ao
banheiro, tomei um 
banho, olhei as horas, eram quase
nove, liguei para a clínica, e marquei a profissional para as
dez e meia deste 
sábado, fui tomar café e a esperei somente com um camisão sem calcinha... 

As dez e vinte e cinco, chega Lúcia, uma jovem tatuada de seios pequenos e cabelos curtos, era nova na clínica, como eu estava agoniada, relevei, pois não queria esperar até segunda, pra fazer com minha depiladora. E assim começamos... Fomos para meu quarto, tirei o camisão, e ela continuou indiferente ao meu corpo, deitei abri as pernas, e lá estava minha buceta, melada de novo, limpei, e ela começou a aplicar a cera, fechei os olhos, aquela sensação da cera quente, junto com minha excitação deixou a buceta molhada novamente, deixei pra lá, e pensei, "ela deve está acostumada com
isso", e não dei importância. 

Ela perguntou se o procedimento estava desconfortável, ou dolorido, respondi que não e continuei de olhos fechados sem pensar em nada, cochilei... E de repente minha excitaçãoaumentou, quando senti um corpo estranho, em minha buceta, um toque macio, caliente e excitante, eram os dedos de Lúcia me acariciando e dando prazer, antes mesmo de pensar em reagir ela tocava meu seios, e foi logo dizendo:
- Vi que estava muito excitada, por isso resolvi te massagear, não vou abusar de você...Sou massoterapeuta tântrica, vou fazer você experimentar o melhor prazer de sua vida... 
Feche os olhos e aproveite...

Menina, essa mulher começou a tocar minha buceta, de um jeito gostoso, que nem eu, nem os homens com quem fui pra cama, já fizeram, senti meu clitóris esquentar, endurecer, pegar fogo, ela alternava entre movimentos nos seios e na bucetinha encharcada, eu me contorcia revirava os olhos, gemia, gritava e ela firme na minha buceta, até que não aguentei mais fechei os olhos e explodi de prazer, literalmente, perdi o controle do corpo e... Desmaiei. Quando acordei, estava coberta pelo lençol, e com Lúcia ao meu lado sorrindo, e perguntandose tinha sido bom... Paguei a depilação, mesmo sem ela querer paguei pela massagem, e já
marquei outra sessão...

Nenhum comentário:

Postar um comentário